Palavra do dia

"Eis que DEUS é meu ajudador, o SENHOR é quem me sustenta a vida." (SALMO 54:4)


segunda-feira, 30 de junho de 2014

VOCALISTA ATEU CONTINUA EM BANDA GOSPEL PARA VENDER CDs

Nem tudo que reluz é ouro, não se pode misturar
o Santo com o profano, Deus não aceita
este tipo de adoração.
Fãs da banda As I Lay Dying, um grupo de metal cristão, foram surpreendidos com a declaração de Tim Lambesis, que se declarou ateu e confessou que mesmo depois de deixar de acreditar em Deus ele continuou fazendo shows como cristão. Lambesis está preso por ter contratado um matador de aluguel para executar sua ex-esposa, Meggan Murphy Lambesis, mas além de confessar o crime o vocalista ainda fez outras declarações polêmicas ao Alternative Press. Uma dessas declarações se refere ao fato dele não ter deixado a banda ou ter avisado aos fãs sobre sua nova posição religiosa que é o ateísmo. A justificativa dada por Lambesis é que tal afirmação causaria a diminuição da venda de discos da banda. “Nós conversamos sobre a possibilidade de continuar vendendo para os cristãos”, disse ele. No pensamento da banda, os fãs eram “crianças” que viviam em uma “bolha” e que precisavam das músicas para alimentar esse mundo paralelo do cristianismo. “Tivemos essa ideia ‘nobre’ de pensar: ‘Bem, não estamos passando ideias ruins, estamos apenas cantando coisas sobre a vida real. Essas crianças precisam ouvir sobre isso porque vivem em uma bolha.’”

Ele também confessou que não era o único ateu da banda. “Eu não fui o primeiro cara do As I Lay Dying que deixou de ser cristão. Na verdade, eu acho que fui o terceiro. Os dois que permaneceram pararam de falar sobre isso, então eu tenho certeza de que eles caíram também”, disse.

Questionado se se sentia hipócrita por cantar o que não acredita, o roqueiro afirmou que não e disse que a maioria das bandas cristãs que dividiu o palco com ele também não acreditam no que pregam. “Em 12 anos de bandas conhecemos muitos grupos; posso afirmar que a maioria das bandas cristãs não são formadas por cristãos. Eu diria que talvez uma em cada dez bandas realmente são cristãs.”

Na entrevista, ele chegou a confessar que quando um fã pedia uma oração ele desconversava e dizia que iria orar quando estivesse no ônibus, por não gostar de orar alto. Outras vezes apenas fechou os olhos e esperou que os fãs realizassem a oração.

(Criacinismo via Música e Adoração)


Nota: Nem todo o louvor agrada a Deus. Muitas pessoas pensam que todo louvor é bom, sendo gospel vale tudo, mas não é bem assim. Lúcifer era o querubim cobrirdor, era o regente do coral angelical, regia a terça parte dos anjos do céu, com sua lábia e engano lançou a terça parte dos anjos ao pecado, não existe aqui nesta terra ser mais sapientíssimo quando  o assunto se trata de música. Com milhares de anos de experiência, ele tem o poder de dominar muito bem as letras e notas musicais, pois era regente angelical, ele tem a capacidade de seduzir pessoas somente com sons de instrumentos. Quem não conhece a famosa música dos (Guns N' Roses - Sweet Child O' Mine)? Essa música começa com um solo de guitarra "alucinante" que "hipinotiza" até os cristãos mais exigentes no questio de louvor, e é uma música mundana. 
Se Satanáz consegue seduzir critãos ao som de músicas mundanas e seculares, imagine... O que ele fará ministrando músicas "gospel"?
 Levará os cristãos ao delírio ao som de acordes satânicos supostamente destinados a adoração de Jeová Deus. Ou você acha que Deus aceita a adoração de um ateu mesmo sendo uma letra bonita que aparentemente "exalta" o nome de Deus? 
Não se pode misturar o santo com o profano, não se pode agradar a dois senhores, ou é um ou é outro, não existe meio termo, ou se adora a Deus verdadeiramente de todo o coração com hinos apropriados e dignos de serem entoados na presença de Deus, ou se adora a Satanás com músicas inspiradas por ele próprio. 
Satanáz sempre almejou em seu coração ser adorado, e quando pessoas cantam louvores inspirados por ele, toda a adoração pertence a ele, ou seja, mesmo que vc acredite que o seu louvor é pra Deus, vc está louvando a Satanás. Deus é SANTO, e não aceita nenhum tipo de adoração impura e contaminada, seja uma adoração ou um culto, pois do mesmo jeito que existe falsas bandas "gospel", existem falsas igrejas cristãs que "pregam" a palavra de Deus. Deus não aceita este tipo de culto, Deus não aceita este tipo de adoração.
 Tomemos muito cuidado, examinemos o tipo de música que estamos ouvindo e cantando, na dúvida, nada melhor do que louvar a Deus com os melodiosos hinos do Hinário Adventista Do Sétimo dia que inclusive está disponível aqui no blog para download. Para baixá-lo (clique aqui). [WO]

Leia também: Rodolfo, ex-vocalista da banda Raimundos diz: Não conseigo ver Jesus neste tipo de "show gospel"
Tvs, Rádios, Filmes e os escritos de Ellen White, O Cristão e a "Gospelização" em alta,
Hinário Adventista do Sétimo Dia Completo Em Mp3




COM APENAS 16 ANOS, ALUNO DO CENTRO UNIVERSITÁRIO ADVENTISTA PARTICIPA DA MAIOR FEIRA CIENTÍFICA DO MUNDO


Ele possui apenas 16 anos, mas já participou da International Science and Engineering Fair (Intel ISEF) – a maior feira científica pré-universitária do gênero no mundo. Eduardo Padilha Antônio, aluno do terceiro ano do Ensino Médio do Colégio do Centro Universitário Adventista de São Paulo (Unasp), campus São Paulo é um jovem cientista que começou a carreira cedo.


Quando estava no nono ano do Ensino Fundamental, por ser aluno da Academia de Artes (ACARTE) do Unasp-SP, sabia que a instituição tinha laboratórios e decidiu perguntar para um monitor se poderia acompanhar e ver o que era realizado lá. Conversou com o professor Luciano Senti e pediu para fazer uma espécie de estágio no laboratório. Começou, então, a acompanhar as atividades com o professor Senti. “O professor Luciano me incentivou e um dia me levou à Unifesp [Universidade Federal de São Paulo], onde ele faz pesquisa. Isso ampliou meus horizontes. Depois dessa experiência, eu soube que gostava de pesquisa científica. A oportunidade que o professor Luciano me deu aqui mostrou que meu sonho de pesquisa não era algo tão distante”, afirma Padilha.

Ele ajudava o professor Senti e os monitores. Conheceu como se prepara a vivência do dia a dia de um laboratório e ainda assistiu a algumas aulas, como ouvinte, na faculdade de Biologia.

Experiência na USP

Mesmo fazendo pesquisa nos laboratórios do Unasp, Padilha resolveu enviar e-mails para a Universidade de São Paulo (USP) a fim de tentar um estágio em algum laboratório que tivesse uma linha de pesquisa que lhe interessasse. “Eu me apresentei como aluno do Unasp e falei sobre o interesse de conhecer outro laboratório. Foi grande a minha surpresa quando uma das pesquisadoras respondeu o e-mail e me encaminhou para um amigo dela que poderia ajudar com o meu propósito”, diz ele.

Após a resposta positiva do professor, Padilha foi conhecer o laboratório na USP. O aluno se propôs a voltar lá outras vezes. O professor combinou com ele a realização de um estágio nas férias de julho do mesmo ano, o que aconteceu em julho de 2010 e abril de 2011, acompanhado sempre por uma funcionária da USP.

Padilha prosseguiu ajudando nas atividades dos laboratórios do Unasp e participando de programas de iniciação científica para alunos do Ensino Médio na USP. O programa só aceitava alunos de escola pública. No entanto, ele estudava no Ensino Médio do Unasp campus São Paulo, uma escola particular.

Início da pesquisa

Em 2013, mesmo sem auxílio financeiro de uma bolsa da USP, conseguiu ingressar no programa.
Lá começou a desenvolver o projeto de pesquisa intitulado Efeitos da transformação de céluluas XP por genes E6 e E7 de HPV nas respostas à luz UV: letalidade sintética e as perspectivas para o tratamento do câncer no colo de útero. O projeto foi desenvolvido no Laboratório de Reparo de DNA da USP.

O objetivo do projeto é buscar novas formas de tratamento para o câncer de colo de útero.
Foram realizados testes em laboratório e a expectativa (estudo que está sendo desenvolvido agora) é levar células tumorais à morte e conseguir o resultado destas células nos organismos vivos a fim de que os portadores da doença obtenham melhora.

Caminho para a feira internacional

Ao fazer os experimentos, o aluno e os demais pesquisadores discutiram juntos os resultados e inscreveram o trabalho na Mostra Paulista de Ciências e Engenharia (MOP), em dezembro de 2013. O trabalho foi condecorado em primeiro lugar entre 273 projetos na área de ciências biológicas.

Nesta ocasião, além de ganhar um tablet pelo primeiro lugar, recebeu também uma bolsa de iniciação científica do CNPq. Com a conquista, o projeto foi enviado automaticamente para a Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (Febrace), a maior feira de ciências do Brasil. Entre os mais de 2 mil trabalhos inscritos na feira, 300 foram selecionados para a final, na qual o trabalho de Padilha ficou em primeiro lugar. Com isso, ele foi credenciado a participar da maior feira de ciências e engenharia do mundo, a Internacional Science and Engineering Fair (Intel ISEF).

Experiência única

Padilha foi um dos 17 estudantes brasileiros selecionados para participar da Intel ISEF que ocorreu de 11 a 16 de maio em Los Angeles, nos Estados Unidos. Lá, foram apresentados mais de 1,7 mil trabalhos de 70 países. Os jovens cientistas mostraram seus talentos e cientistas doutores revisaram e julgaram os trabalhos.

Padilha não foi premiado na Intel ISEF deste ano, mas viveu uma experiência única. “Foi incrível! Conheci pesquisadores de todo o mundo e fiz vários contatos importantes e, o melhor, vi trabalhos de estudantes como eu. Apresentei meu projeto em inglês para professores doutores de várias universidades americanas. Cresci muito com isso. A experiência abriu minha mente e me deu muitas novas ideias e motivação para continuar”, reafirma ele, que já se prepara para uma feira internacional que ocorre ainda este ano no Estado do Rio Grande do Sul.

Quando questionado sobre como se sente, ele diz que só tem a agradecer. “Quero fazer um agradecimento especial ao Laboratório de Reparo de DNA da USP, aos meus orientadores Veridiana Munford e Carlos Frederico Martins Menck e, claro, ao Unasp e ao professor Luciano Senti pela oportunidade e paciência que teve comigo no início do processo de iniciação científica. Esta oportunidade teve um papel fundamental e me ajudou muito para as conquistas”, conclui.

(ASN_Notícias Adventista)

domingo, 29 de junho de 2014

TV, RÁDIOS, FILMES E OS ESCRITOS DE ELLEN WHITE

[O texto é um pouco extenso, mas garanto que vale a pena perder um tempinho para ler. 
Aliás! Você não vai perder,muito pelo contrário, você só tem a ganhar com a leitura desse texto]
Os olhos são as janelas da alma
O que Ellen White teria dito sobre tv, rádio e filmes, se na época dela não existia isso?



Não sabeis que sois santuário de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós? I Coríntios 3:16
Os veículos de comunicação não são maléficos. O que pode ser prejudicial é a mensagem que eles conduzem. Como você mesmo reconhece em sua pergunta, os tempos nos quais viveu a conselheira Ellen White se diferenciam em muito de nossa atualidade, em termos de comunicação, seus meios e mensagens. Mesmo se nos perguntássemos o que a Bíblia diria sobre os tais, teríamos dificuldade em encontrar declarações ou exemplos diretos.
Dá-se então a necessidade de, com oração, e pelo Espírito Santo, nos orientarmos por princípio, trazendo a projeção destes desde o tempo em que os profetas escreveram, até nós.
Na segunda metade do século dezenove, época em que Ellen White mais escreveu, o que hoje é mais assistido em forma de transmissão de TV, rádio ou Internet, chegava até o povo pela página impressa, das mais variadas naturezas, como livros, panfletos, romances, jornais, etc. A linha de autores no papel daquela época entrou para os meios modernos de comunicação de hoje. Aliás, uma novela, filme ou matéria, antes de serem exibidos, são escritos.
Do que White escreveu sobre histórias, romances, ficção, “entretenimentos”, músicas e outras mensagens daquela época, podemos aprender por princípio, para usarmos como aplicação em nossas atitudes. Abaixo, segue uma seção de um livro que muito nos ensina sobre este assunto.
Sem fazer muito esforço, se você projetar o que ela comenta da “mídia” consumida na época, para a de hoje, você vai conseguir ter um texto de Ellen que lhe ensinará sobre o que você questiona.

A GUARDA DAS ENTRADAS DA ALMA

As Portas que Precisamos Guardar.
Por que Deus nos Deu Olhos, Ouvido e Voz
Deus deu aos homens olhos, para que vejam as maravilhas da Sua lei. Deu-lhes ouvidos, para que ouçam Sua mensagem, apresentada de viva voz pelo pregador. Deu aos homens o talento da fala, para que apresentem a Cristo como Salvador perdoador do pecado. Com o coração os homens crêem para a justiça, e com a boca fazem confissão para salvação. Carta 21, 1899.

Como Satanás Consegue Entrada na Alma.
Todos devem vigiar os sentidos, do contrário Satanás alcançará vitória sobre eles; pois essas são as avenidas da alma. Testimonies, vol. 3, pág. 507.
Deves tornar-te fiel sentinela de teus olhos, ouvidos e todos os sentidos, se quiseres dominar a mente e impedir que vãos e corruptos pensamentos te manchem a alma. Só o poder da graça pode realizar esta tão desejável obra. És fraca nesse sentido. Testimonies, vol. 2, pág. 561.
Satanás e seus anjos estão ativos, criando uma espécie de paralisia dos sentidos, de modo a não serem ouvidas as admoestações, advertências e repreensões, ou, se ouvidas, não terem efeito sobre o coração, transformando a vida. Testemunhos Seletos, vol. 2, pág. 195.
Meus irmãos, Deus vos convida, como seguidores Seus, a que andeis na luz. Importa que vos alarmeis. Há pecado entre vós, e não é considerado excessivamente pecaminoso. Os sentidos de muitos acham-se inativos pela condescendência com o apetite e pela familiaridade com o pecado. Precisamos avançar para mais perto do Céu. Testemunhos Seletos, vol. 1, pág. 403.

A Estratégia de Satanás.
A obra de Satanás é levar os homens a ignorarem Deus, para assim ocupar a mente e mantê-la absorta, de modo que Deus não esteja em seus pensamentos. A educação que eles têm recebido tem sido de caráter tal que confunde a mente e obscurece a verdadeira luz. Satanás não deseja que o povo tenha conhecimento de Deus; e se ele puder pôr em operação jogos e representações teatrais que confundam os sentidos dos jovens de modo que os seres humanos pereçam nas trevas enquanto a luz brilha em torno deles, ele se rejubilará. Review and Herald, 13 de março de 1900.
Satanás Não Pode Entrar na Mente sem Nosso Consentimento Devemos apresentar diante do povo o fato de que Deus tomou providências para que não fôssemos tentados acima de nossa capacidade de resistir, mas que com cada tentação dará também um meio de escape. Se vivemos inteiramente para Deus, não permitiremos que a mente se demore em imaginações egoístas.
Se houver um meio qualquer pelo qual Satanás possa alcançar acesso à mente, ele semeará o seu joio e o fará crescer até que redunde em farta colheita. Em caso algum pode Satanás obter domínio sobre os pensamentos, palavras e ações, a menos que voluntariamente lhe abramos a porta e o convidemos a entrar. Ele entrará então, lançando fora a boa semente semeada no coração e tornando de nenhum efeito a verdade. Review and Herald, 11 de julho de 1893.

Fechar Todas as Portas à Tentação.
Todos quantos proferem o nome de Cristo, necessitam vigiar e orar, e guardar as entradas da alma; pois Satanás está em atividade para corromper e destruir, uma vez que lhe seja dada a mínima vantagem. Testemunhos Seletos, vol. 1, págs. 402 e 403.
É perigoso deter-nos a considerar as vantagens que poderemos colher em ceder às sugestões de Satanás. O pecado resulta em desonra e ruína para toda pessoa que com ele condescende; sua natureza, porém, é de molde a cegar e iludir, e nos enganará com lisonjeiras perspectivas.
Caso nos aventuremos no terreno do inimigo, não temos nenhuma garantia de proteção contra o seu poder. Cumpre-nos, no que de nós depender, cerrar toda entrada pela qual ele possa encontrar acesso à alma. O Maior Discurso de Cristo, pág. 118.
Quem pode prever, no momento da tentação, as terríveis conseqüências que resultarão de um passo errado e apressado! Nossa única segurança é abrigarmo-nos na graça de Deus cada momento, não confiando em nossa própria visão espiritual, para que não chamemos ao mal bem, e ao bem chamemos mal. Sem hesitação ou discussão precisamos cerrar e guardar as entradas da alma contra o mal. Testimonies, vol. 3, pág. 324.
Todo cristão deve manter-se em guarda continuamente, vigiando cada entrada da alma por onde Satanás possa ganhar acesso. Ele precisa orar pedindo auxílio divino e ao mesmo tempo resistir resolutamente a cada inclinação ao pecado. Mediante coragem, fé, perseverante esforço, pode tornar-se um vitorioso. Mas lembre-se de que para alcançar a vitória Cristo precisa habitar nele e ele em Cristo. Testimonies, vol. 5, pág. 47.

Evitar Ler, Ver e Ouvir o Mal.
O apóstolo [Pedro] procurou ensinar aos crentes quão importante é guardar a mente de vagar por temas proibidos, ou de gastar sua energia em assuntos triviais. Os que não querem cair presa dos enganos de Satanás, devem guardar bem as vias de acesso à alma; devem-se esquivar de ler, ver ou ouvir tudo quanto sugira pensamentos impuros. Não devem permitir que a mente se demore ao acaso em cada assunto que o inimigo das almas possa sugerir. O coração deve ser fielmente guardado, pois de outra maneira os males externos despertarão os internos, e a alma vagará em trevas. Atos dos Apóstolos, págs. 518 e 519.
Devemos fazer todo o possível para pormos a nós mesmos e a nossos filhos em posição onde não vejamos a iniqüidade que é praticada no mundo. Devemos guardar cuidadosamente nossa capacidade de ver e de ouvir, para que essas coisas más não entrem em nossa mente. Quando os jornais chegam em casa, quase desejo escondê-los, para que as coisas ridículas e sensacionais não sejam vistas. Parece que o inimigo é responsável por muitas coisas que aparecem nos jornais. Todo mal que pode ser encontrado é descoberto e desnudado perante o mundo. Notebook Leaflets, Education, nº 1.
Os que desejam ter a sabedoria que vem de Deus devem tornar-se néscios no pecaminoso conhecimento deste século, para serem sábios. Devem fechar os olhos, para não verem nem aprenderem o mal. Devem fechar os ouvidos, para que não ouçam o que é mau e não obtenham o conhecimento que lhes mancharia a pureza de pensamentos e de ação. E devem guardar a língua, para que não profira palavras corruptas e o engano se encontre em sua boca. Solemn Appeal, pág. 76.

A Resistência Debilitada.
Não procureis saber quão perto podeis andar à beira do precipício e todavia estar seguros. Evitai a primeira aproximação ao perigo. Não se pode brincar com os interesses da alma. Vosso capital é vosso caráter. Acariciai-o, como faríeis a um áureo tesouro. A pureza moral, o respeito próprio, o forte poder de resistência, têm de ser acariciados firme e constantemente. Não deve haver um único afastamento da discrição; um ato de familiaridade, um deslize, podem pôr em perigo a alma, abrindo a porta da tentação, e tornar-se enfraquecido o poder de resistência. Medicina e Salvação, pág. 143.

Satanás Procura Obscurecer as Glórias Futuras.
Satanás tem trabalhado continuamente para obscurecer as glórias do mundo futuro e atrair toda a atenção para as coisas desta vida. Ele tem procurado arranjar as coisas de tal maneira que nosso pensamento, nossas ansiedades, nosso trabalho sejam inteiramente empregados em coisas temporais para que não vejam nem reconheçam o valor das realidades eternas. O mundo e seus cuidados têm ocupado um lugar assaz grande, enquanto Jesus e as coisas celestiais têm tido muito pequena parte em nossos pensamentos e afeições. Devemos desempenhar conscienciosamente todos os deveres de cada dia, mas é também essencial que cultivemos acima de tudo santa afeição por nosso Senhor Jesus Cristo. Review and Herald, 7 de janeiro de 1890.

A Ajuda dos Anjos Celestiais.
Devemos ter sempre em mente que há em operação seres invisíveis, tanto do mal como do bem, procurando ganhar o controle da mente; agem com invisível e não obstante com eficaz poder. Anjos bons são espíritos ministradores, a exercer celestial influência sobre o coração e a mente; ao passo que o grande adversário das almas, o diabo, e seus anjos, estão continuamente trabalhando para efetuar nossa destruição. ...
Conquanto devamos estar ativamente atentos quanto a nossa exposição aos assaltos dos inimigos visíveis e invisíveis, devemos estar certos de que não poderão fazer-nos mal sem haverem antes ganho nosso consentimento. Review and Herald, 19 de julho de 1887.67

SONS E VISTAS QUE ENCANTAM

Más Influências ao Nosso Redor
Há razão para profunda solicitude de vossa parte por vossos filhos, os quais estão em face da tentação a cada passo. É-lhes impossível evitar o contato com más associações. ... Contemplarão imagens e ouvirão sons, e estarão sujeitos a influências desmoralizantes que, a menos que delas se guardem inteiramente, imperceptível mas seguramente lhes corromperão o coração e deformarão o caráter. Pacific Health Journal, junho de 1890.

Muro Contra a Tentação.
Nos lares cristãos deve erguer-se um muro contra a tentação. Satanás está usando todos os meios para tornar o crime e vícios degradantes populares. Não podemos andar nas ruas de nossas cidades sem encontrar chocantes notícias de crimes que serão contados e recontados nos romances e no teatro. A mente é educada para familiarizar-se com o pecado. A conduta seguida pelos baixos e vis é mantida diante do povo pelos periódicos do dia, e tudo que pode despertar a paixão é posto diante deles em agitadas histórias. Bible Echo, 15 de outubro de 1894.
Alguns pais e mães são tão indiferentes, tão descuidados, que acham que não faz diferença se seus filhos freqüentem a escola da igreja ou a escola pública. "Estamos no mundo", dizem, "e não podemos dele sair." Mas, pais, podemos encontrar uma boa saída do mundo, se o escolhermos. Podemos evitar ver muito dos males que se multiplicam tão depressa nos últimos dias. Podemos evitar ouvir muito das impiedades e crimes que existem. Notebook Leaflets, Education, nº 1.

Quem Semeia Ilegalidade Ceifa o Crime.
Muitas das publicações hoje se acham repletas de histórias sensacionais, que estão educando os jovens na impiedade, e conduzindo-os ao caminho da perdição. Muitas crianças na idade são velhos no conhecimento do crime. São incitadas ao mal pelos contos que lêem. Ensaiam, na imaginação, os atos descritos, até que se lhes desperta a ambição de ver de que são capazes quanto a cometer crimes e escapar à pena.
Para a viva imaginação das crianças e jovens, as cenas descritas em imaginárias revelações do futuro são realidades. Ao serem preditas revoluções e descrita toda sorte de acontecimentos que derribam as barreiras da lei e da restrição ao próprio eu, muitos se possuem do espírito dessas imaginações. São levados à prática de crimes ainda piores, se possível, que os descritos por esses escritores sensacionalistas. Mediante influências assim a sociedade está se desmoralizando. As sementes da anarquia são amplamente difundidas. Ninguém se maravilhe se a colheita de crimes é o fruto. A Ciência do Bom Viver, págs. 444 e 445.

A Sedução da Música Popular.
Sinto-me alarmada ao testemunhar em toda parte a frivolidade de rapazes e moças que professam crer na verdade. Deus não parece estar em seus pensamentos. Sua mente está cheia de insensatez. Sua conversação é inteiramente vazia e vã. Eles têm um agudo ouvido para a música, e Satanás sabe que órgãos provocar para animar, absorver e seduzir a mente, de maneira que Cristo não seja desejado. Os anseios espirituais da alma por conhecimento divino, por crescimento na graça, estão ausentes.
Foi-me mostrado que a juventude necessita assumir posição mais alta e fazer da Palavra de Deus sua conselheira e guia. Solenes responsabilidades repousam sobre os jovens, as quais eles levianamente consideram. A introdução de música em seus lares, em vez de incitá-los à santidade e espiritualidade, tem sido um meio de desviar-lhes a mente da verdade. Canções frívolas e peças de música popular do dia parecem compatíveis com seus gostos. Os instrumentos de música têm tomado o tempo que devia ter sido dedicado à oração. A música, quando não abusiva, é uma grande bênção; mas quando usada erroneamente, é uma terrível maldição. Ela estimula, mas não comunica a força e a coragem que o cristão só pode encontrar no trono da graça enquanto humildemente faz conhecidas suas necessidades e, com fortes clamores e lágrimas, suplica força celestial para se fortificar contra as poderosas tentações do maligno. Satanás está levando cativos os jovens. Oh, que posso eu dizer para levá-los a quebrar seu poder de sedução! Ele é um hábil sedutor para levá-los à perdição. Testimonies, vol. 1, págs. 496 e 497.

Pensamentos Impuros Levam a Ações Impuras.
Este é um século em que a corrupção prolifera por toda parte. A concupiscência dos olhos e as paixões corruptas são despertadas pelo contemplar e pelo ler. O coração é corrompido pela imaginação. O espírito se compraz em contemplar cenas que despertam as mais baixas e vis paixões. Essas desprezíveis imagens, vistas através de uma imaginação deturpada, corrompem a moral e preparam as criaturas enganadas e imprudentes para darem rédeas soltas às paixões pecaminosas. Então se seguem pecados e crimes que arrastam os seres formados à imagem de Deus ao nível dos animais, afundando-os finalmente na perdição. Testimonies, vol. 2, pág. 410.

Não Contemplar Coisas Ímpias.
Devem os pais exercer incessante vigia, para que não se percam de Deus os seus filhos. Os votos de Davi registrados no Salmo 101, devem ser os de todos sobre quem repousam as responsabilidades de zelar pelas influências do lar. Declara o salmista: "Não porei coisa má diante dos meus olhos; aborreço as ações daqueles que se desviam; nada se me pegará. Um coração perverso se apartará de mim: não conhecerei o homem mau. Aquele que difama o seu próximo às escondidas, eu o destruirei: aquele que tem olhar altivo e coração soberbo, não o suportarei. Os meus olhos procurarão os fiéis da Terra, para que estejam comigo; o que anda num caminho reto, esse me servirá. O que usa de engano não ficará dentro da minha casa; o que profere mentiras não estará firme perante os meus olhos." Sal. 101:3-7. Conselhos aos Pais, Professores e Estudantes, pág. 119.
Dizei firmemente: "Não despenderei preciosos momentos em ler o que não será de nenhum proveito para mim, e que apenas me incapacita para ser de utilidade a outros. Devotarei meu tempo e meus pensamentos a adquirir capacidade para o serviço de Deus. Fecharei meus olhos a coisas fúteis e pecaminosas. Meus ouvidos são do Senhor, e não ouvirei as sutis razões do inimigo. Minha voz não estará de maneira alguma sujeita a uma vontade que não esteja sob a influência do Espírito de Deus. Meu corpo é o templo do Espírito Santo, e toda faculdade do meu ser será consagrada a objetivos dignos." Testimonies, vol. 7, pág. 64, 68.

A LEITURA E SUA INFLUÊNCIA

Alimentar a Mente Infantil com Alimento Próprio.
A mente suscetível e expansiva da criança almeja o saber. Devem os pais manter-se bem informados para que possam dar ao espírito de seus filhos o alimento conveniente. Semelhante ao corpo, a mente deriva sua força do alimento que recebe. Ela se alarga e eleva por meio de pensamentos puros, fortalecedores; mas estreita-se e avilta-se com pensamentos terrenos, rasteiros.
Pais, sois vós os que haveis de decidir se o espírito de vossos filhos se encherá de pensamentos enobrecedores, ou de sentimentos viciosos. Não podeis conservar desocupada sua mente ativa, tampouco podeis expulsar o mal com um simples gesto de enfado. Unicamente incutindo princípios corretos, podeis excluir maus pensamentos. A não ser que os pais plantem no coração dos filhos as sementes da verdade, o inimigo semeará o joio. A instrução boa e sã é o único preventivo contra as más conversas, que corrompem os bons costumes. A verdade protegerá a alma das intermináveis tentações que terão de ser enfrentadas. Conselhos aos Pais, Professores e Estudantes, pág. 121.

Os Pais Devem Controlar os Hábitos da Leitura.
Muitos jovens são ávidos por livros. Lêem qualquer coisa que possam obter. Apelo para os pais desses jovens, a fim de que governem o desejo deles pela leitura. Não permitais sobre vossas mesas revistas e jornais em que se encontrem histórias de amor. Preenchei o lugar desses com livros que auxiliem os jovens a porem na formação de seu caráter o melhor material - o amor e o temor de Deus, o conhecimento de Cristo. Animai vossos filhos a armazenar na mente conhecimento valioso, a deixar que aquilo que é bom ocupe a alma e dirija suas faculdades, não dando lugar a pensamentos baixos, aviltantes. Restringi o desejo pela leitura que não forneça ao espírito bom alimento. Conselhos aos Pais, Professores e Estudantes, pág. 133.
Devem os pais esforçar-se por conservar fora do lar toda influência que não seja produtora do bem. Neste sentido alguns pais muito têm a aprender. Aos que se sentem livres para lerem revistas de contos e romances, desejo dizer: Estais a lançar uma semente, cuja ceifa não desejaríeis armazenar. Em tal leitura não há força espiritual a ser adquirida. Antes, ela destrói o amor à verdade pura da Palavra. Mediante tais revistas de contos e novelas, Satanás está operando com o fim de encher com pensamentos irreais e fúteis as mentes que deveriam estar diligentemente a estudar a Palavra de Deus. Assim ele está a roubar de milhares de milhares o tempo, energia e disciplina própria exigidos pelos sérios problemas da vida. Conselhos aos Pais, Professores e Estudantes, pág. 107.
As crianças necessitam de leitura apropriada que lhes proveja divertimento e recreação e não perverta a mente nem enfraqueça o corpo. Se são ensinadas a apreciar romances e novelas, livros e revistas instrutivos se tornarão sem graça. A maioria das crianças e jovens terão matéria que ler, e se não lhes for selecionada, eles o farão. Eles podem encontrar qualidade nociva de leitura em qualquer lugar, e logo aprenderão a apreciá-la; mas se se lhes fornece leitura boa e pura, cultivarão o gosto por esta. Review and Herald, 11 de dezembro de 1879.

Disciplinar e Educar o Gosto Mental.
O gosto mental deve ser disciplinado e educado com o máximo cuidado. Devem os pais começar cedo a desvendar as Escrituras à mente em desenvolvimento de seus filhos, a fim de que se possam formar hábitos convenientes de pensamento.
Nenhum esforço deve poupar-se no sentido de estabelecer hábitos corretos de estudo. Se a mente divaga, fazei-a voltar. Se o gosto intelectual e moral foi pervertido por atrativos e estimulantes contos de ficção, de maneira a não haver inclinação para o espírito se aplicar, há uma batalha a ferir-se a fim de vencer este hábito. O amor à leitura de ficção deve ser de pronto vencido. Regras severas devem ser postas em execução, para conservar o espírito na direção devida. Conselhos aos Pais, Professores e Estudantes, pág. 136.

Não Cultivar o Gosto por Leitura de Ficção.
Que lerão nossos filhos? Esta é uma questão séria, e que exige uma séria resposta. Perturba-me ver, entre as famílias observadoras do sábado, periódicos e jornais que contêm histórias em série, as quais não deixam impressão para o bem na mente das crianças e jovens. Tenho observado aqueles cujo gosto pela ficção foi assim cultivado. Tiveram o privilégio de ouvir a verdade, de familiarizar-se com as razões de nossa fé; mas chegaram aos anos mais avançados destituídos da verdadeira piedade e religião prática. Conselhos aos Pais, Professores e Estudantes, pág. 118.
Os leitores de ficção estão tolerando um mal que destrói a espiritualidade, obscurecendo a beleza das sagradas letras. The Youth's Instructor, 9 de outubro de 1902.

Predomínio da Leitura Nociva.
O mundo está inundado de livros que melhor seria queimar do que fazê-los circular. Melhor seria que nunca fossem lidos pela juventude livros sobre assuntos sensacionais, publicados e circulados com o fim de ganhar dinheiro. Há em tais livros uma fascinação satânica. ...A prática da leitura de histórias é um dos meios empregados por Satanás para destruir as almas. Produz satisfação falsa e doentia, agita a imaginação, inabilita o espírito para a utilidade e para todo exercício espiritual. Afasta a alma da oração e do amor às coisas espirituais. Conselhos aos Pais, Professores e Estudantes, págs. 133 e 134.
Obras de romances, frívolos e provocantes contos, pouco menos ruinosos são ao leitor. Talvez o autor professe ensinar uma lição de moral, pode entretecer na obra sentimentos religiosos; freqüentemente, porém, isto não serve senão para velar a loucura e a vileza que se acham no fundo. A Ciência do Bom Viver, pág. 445.

Autores Ateus.
Outra fonte de perigos contra que devemos estar constantemente de sobreaviso, é a leitura de autores ateus. Tais obras são inspiradas pelo inimigo da verdade, e ninguém as pode ler sem fazer perigar a alma. É verdade que alguns dos que por elas são afetados podem refazer-se finalmente; mas todos os que se põem ao alcance de suas más influências colocam-se no terreno de Satanás, e ele tira disto a maior vantagem. Convidando eles as suas tentações, não têm sabedoria para discernir nem força para a elas resistir. Com um poder fascinante, sedutor, a incredulidade se apodera da mente. Conselhos aos Pais, Professores e Estudantes, pág. 135 e 136.
Lendas e Mitos
Na educação das crianças e dos jovens dá-se agora importante lugar aos contos de fadas, mitos e histórias imaginárias. Usam-se nas escolas livros desta natureza, e encontram-se também os mesmos em muitos lares. Como podem pais cristãos permitir que seus filhos usem livros tão cheios de mentiras? Quando as crianças pedem a explicação de histórias tão contrárias aos ensinos recebidos de seus pais, a resposta é que essas histórias não são verdadeiras; mas isto não dissipa os maus resultados do uso das mesmas. As idéias apresentadas nesses livros desencaminham as crianças. Comunicam falsas idéias da vida, suscitando e nutrindo o desejo pelo irreal. ...
Nunca devem ser colocado nas mãos da infância e da juventude livros que contenham uma perversão da verdade. Não permitamos que nossos filhos, no próprio processo de adquirir educação, recebam idéias que se demonstrarão sementes de pecado. Conselhos aos Pais, Professores e Estudantes, págs. 384 e 385.

Como é Destruído o Vigor Mental.
Poucas mentes há equilibradas, porque os pais são impiamente negligentes quanto ao seu dever de estimular os traços debilitados e reprimir os errados. Não se lembram de que estão sob a mais solene obrigação de vigiar as tendências de cada criança, que é seu dever educar os filhos em maneiras e hábitos corretos de pensamento. Review and Herald, 12 de novembro de 1908.
Cultivai as faculdades morais e intelectuais. Não permitais que essas nobres faculdades sejam debilitadas e pervertidas pela excessiva leitura de livros de histórias. Sei de espíritos fortes que se têm desequilibrado e ficado parcialmente entorpecidos ou paralisados pela intemperança na leitura. Testimonies, vol. 2, pág. 410.

Leitura Empolgante Torna a Criança Inquieta.
Os leitores de contos frívolos e empolgantes tornam-se inaptos para os deveres da vida prática. Vivem em um mundo irreal. Tenho observado crianças a quem se consentiu adquirir o costume de ler tais histórias. Quer em casa quer fora de casa, achavam-se inquietas, sonhadoras, incapazes de conversar a não ser sobre os assuntos mais triviais. Pensamentos e conversas religiosos eram inteiramente alheios ao seu espírito. Cultivando o apetite pelas histórias sensacionais, perverte-se o gosto da mente, e o espírito não se satisfaz a menos que seja nutrido com tal alimento prejudicial. Não posso imaginar expressão mais apropriada para designar os que condescendem com tal leitura, do que a de embriagados mentais. Hábitos intemperantes na leitura, têm sobre o cérebro um efeito idêntico àquele que os hábitos de intemperança no comer e no beber exercem sobre o corpo. Conselhos aos Pais, Professores e Estudantes, págs. 134 e 135.
Antes de aceitarem a verdade presente, alguns haviam formado o hábito de ler romances. Ao unirem-se à igreja, esforçavam-se para vencer esse hábito. Colocar perante essas pessoas leituras semelhantes às que abandonaram, equivaleria a oferecer bebidas intoxicantes ao embriagado. Cedendo à tentação que sempre os acomete, logo perdem o gosto na leitura sadia. Não têm interesse no estudo da Bíblia. Debilita-se-lhes a força moral. Cada vez menos repulsivo se lhes afigura o pecado. Manifesta-se crescente infidelidade, desprazer cada vez maior pelos deveres práticos da vida. Pervertendo-se o espírito, está ele pronto para prender-se a qualquer leitura de caráter estimulante. Assim se acha aberto o caminho para Satanás levar a alma sob seu domínio completo.Testemunhos Seletos, vol. 3, pág. 187.

Leitura Corrida, Superficial, Enfraquece o Poder de Concentração.
Com a imensa maré de material impresso a derramar-se constantemente do prelo, adultos e jovens formam o hábito da leitura apressada e superficial, e a mente perde a sua capacidade para um pensamento contínuo e vigoroso. Além disso, uma grande quantidade de revistas e livros que, à semelhança das rãs do Egito, se estão espalhando pela Terra, não é apenas coisa banal, ociosa e deprimente, mas impura e degradante. Seu efeito não consiste simplesmente em envenenar e arruinar o espírito, mas também em corromper e destruir a alma. Educação, págs. 189 e 190.

"Não Posso Assinar Nossas Revistas."
Há os que professam ser irmãos que não assinam nossas revistas mas assinam uma ou mais revistas seculares. Seus filhos são profundamente interessados em leituras de ficção e novelas que se encontram nessas revistas que seus pais admitem poder pagar, embora declarem não poder assinar nossos periódicos e publicações sobre a verdade presente. ...
Os pais devem vigiar seus filhos e ensinar-lhes a cultivar a imaginação pura e a evitar, como evitariam a lepra, histórias de amor estilizadas em periódicos. Sejam as publicações sobre moral e religião encontradas em vossas mesas e bibliotecas, para que vossos filhos cultivem o gosto pela leitura elevada. Review and Herald, 11 de dezembro de 1879.

Mensagens à Juventude Sobre Leitura
Vendo o perigo que ameaça a juventude por causa das leituras impróprias, não posso abster-me de apresentar outra vez as advertências que me foram dadas acerca deste grande mal.
O mal que para os obreiros resulta de manusear literatura de índole reprovável é muito pouco reconhecido. O assunto com que estão tratando lhes prende a atenção e desperta o interesse. Sentenças imprimem-se-lhes na memória. São-lhes sugeridos pensamentos. Quase inconscientemente o leitor é influenciado pelo espírito do escritor, e espírito e caráter recebem impressão para o mal. Alguns há que têm pouca fé e pouco domínio próprio, e é-lhes difícil banir os pensamentos sugeridos por essa leitura. Testemunhos Seletos, vol. 3, pág. 187.
Oh, se os jovens refletissem na influência que as histórias empolgantes exercem no espírito! Podeis vós, depois de uma leitura dessas, abrir a Palavra de Deus e ler com interesse as palavras da vida? Não achais desinteressante o Livro de Deus? A fascinação daquela história de amor prende o espírito, destruindo-lhe o tono saudável, e tornando-vos impossível fixar a mente nas verdades importantes, solenes, que dizem respeito a vosso interesse eterno. Pecais contra vossos pais devotando o tempo que lhes pertence a um tão mesquinho desígnio, e pecais contra Deus em assim empregar o tempo que devia ser passado em devoção a Ele. Testemunhos Seletos, vol. 1, págs. 237 e 238.
Filhos, tenho uma mensagem para vós. Estais agora decidindo vosso destino futuro, e o edifício de vosso caráter será daquela espécie que vos excluirá do Paraíso de Deus. ... Quão penoso é para Jesus, o Redentor do mundo, contemplar uma família cujos filhos não têm amor a Deus nem respeito a Sua Palavra, mas estão todos absorvidos na leitura de ficção. Tempo assim despendido rouba-vos o desejo de tornar-vos eficientes nos deveres do lar; desqualifica-vos para serdes chefe da família, e se continuado prender-vos-á mais e mais nos laços de Satanás. ... Alguns dos livros que ledes contêm excelentes princípios, mas os ledes apenas para absorver a história. Se pudésseis tirar dos livros que ledes aquilo que vos poderia ajudar na formação do vosso caráter, vossa leitura poderia fazer-vos algum bem. Mas quando tomais um livro e o folheais página por página, perguntai-vos a vós mesmos: Qual é meu objetivo nesta leitura? Estou procurando obter conhecimento substancial? Não podeis construir um caráter reto levando para o fundamento madeira, feno e palha. Carta 32, 1896.

Plantar as  Sementes da Verdade Bíblica.
Entre um campo inculto e a mente não educada há semelhança notável. Na mente das crianças e jovens o inimigo semeia o joio e, a menos que os pais vigiem atentamente, ele crescerá, produzindo seu mau fruto. É necessário incessante cuidado ao cultivar-se o terreno do espírito, e ao lançar-se nele a preciosa semente da verdade bíblica. Às crianças deve se ensinar a rejeitar os contos levianos, empolgantes, e volver à leitura sensata, que levará o espírito a ter interesse na narração, história e argumentação da Bíblia. A leitura que lança luz sobre o Volume Sagrado, e desperta o desejo de estudá-lo, não é perigosa, mas proveitosa. Conselhos aos Pais, Professores e Estudantes, págs. 136 e 137.
É impossível que os jovens possuam saudável disposição mental e corretos princípios religiosos, a menos que apreciem a leitura atenta da Palavra de Deus. Este livro contém a mais interessante história, indica o caminho da salvação por meio de Cristo, e é o seu guia para uma vida mais elevada e melhor. Testimonies, vol. 2, págs. 410 e 411.

Que o Espírito Santo lhe dê sabedoria para o discernimento!!
Que Deus livre a você das influências do mal!


Pr Valdeci Jr.

sábado, 28 de junho de 2014

G1 DESTACA A FÉ DOS ADVENTISTAS EM RELAÇÃO A GUARDA DO SÁBADO NO JOGO BRASIL x CHILE

Fonte da imagem G1
Torcedor adventista troca jogo do Brasil por oração em dia sabático
Professor que mora entre lanchonete e bar irá se refugiar na igreja.


O professor Alan Siqueira do Amor Divino mora em Belém, é fanático por futebol e assistiu a todos os jogos da Seleção na Copa do Mundo. Porém, apesar de torcer para o time de Felipão, Siqueira não acompanhará a partida decisiva entre Brasil e Chile, neste sábado (28): Siqueira é adventista e considera os sábados dias de descanso, que devem ser guardados para oração.

O ato de manter o sábado como dia de descanso é mencionado na Bíblia [Êxodo 20:8-11, Isaías 56:2-3, Ezequiel 20:20] e seguido por diversas religiões, como o judaísmo e o cristianismo. Durante o sabá, que se inicia às 18h de sexta-feira e segue até o pôr do sol de sábado,[Levítico 23:23] os fiéis só podem se envolver em atividades relacionadas à oração,[abstendo-se de qualquer serviço ou coisas seculares]. “Eu sou o único adventista na minha família. Já me chamaram para ver o jogo, para participar de churrasco, mas eu tenho meus princípios. Gosto de futebol, de torcer para o Brasil, mas é uma hora em que buscamos uma comunhão maior com Deus”, explica o professor.


Apesar disso, Siqueira diz que será difícil se concentrar no dia do jogo. “Minha casa é entre um bar e uma lanchonete, que exibem as partidas em televisores com volume altíssimo. Se eu ficar em casa, vai ser complicado. Vou tentar não acompanhar, me afastar, mas tem os fogos de artifício”, pondera o professor, que planeja estar na igreja no momento em que o Brasil enfrentar a seleção chilena.

De acordo com Siqueira, a maioria das pessoas que não são adventistas estranha o comportamento de quem segue a religião. “Os amigos que não são adventistas acham curioso, mas estamos acostumados. Uma das grandes lutas dos adventistas é na faculdade, já que existem aulas na sexta-feira de noite, sendo que, após as 18h, para nós é como se já fosse sábado”, explica.

A engenheira naval Suzane Andrade frequenta a mesma igreja do professor e acredita que, assim como ele, os demais fiéis não devem trocar a religião pelo futebol. “Quem é seguidor se afasta, deixa os interesses pessoais de lado. Eu garanto que os adventistas não irão assistir ao jogo”, comenta.

Dia sabático
O comerciante Pedro Furtado, de 53 anos, também é adventista e nãoirá acompanhar a partida. “Com certeza eu não vou assistir. Eu até veria pelo espetáculo, mas o sábado é um dia especial, que eu não trocaria por nenhuma atividade”, disse.

Para o comerciante, nem a agitação da cidade será distração para as orações. “A nossa igreja é confortável, o som de fora não irá influenciar as minhas atividades sabáticas. Não congregamos com barulho ou gritarias”, revela Furtado, que poderá saber o resultado da partida no anoitecer. “Depois das 18h eu encaro as atividades de uma forma normal”, conta.

Mesmo sem assistir ao jogo, os adventistas tem fé em um bom resultado na partida, e cobram garra da Seleção Brasileira. “Se o Neymar passar a bola, a Seleção ganha. O povo quer ver goleada, mas o futebol hoje está muito diferente. Dá para ser campeão, mas o time precisa ser mais aguerrido”, conclui o professor Siqueira.


EFEITOS ADVERSOS DA MACONHA


Maconheiro é louco para dizer que maconha não vicia nem faz mal[...]

[Mas será que não faz mal mesmo?]

1) Dependência

Os inquéritos mostram que 9% dos que experimentam se tornam dependentes. Esse número chega a 1 em cada 6 no caso daqueles que começam a usá-la na adolescência. Entre os que fazem uso diário, 25 a 50% exibem sintomas de dependência.

Comparados com os que começaram a fumar na vida adulta, os que o fizeram enquanto adolescentes apresentam 2 a 4 vezes mais sintomas de dependência, quando avaliados dois anos depois de fumar o primeiro baseado.

Uma vez instalada a dependência surgem crises de abstinência: irritabilidade, insônia, instabilidade de humor e ansiedade.

2) Alterações cerebrais

Da fase pré-natal aos 21 anos de idade o cérebro está em estado de desenvolvimento ativo, guiado pelas experiências. Nesse período fica mais vulnerável aos insultos ambientais e à exposição a drogas como o tetrahidrocanabinol (THC).

Adultos que se tornaram usuários na adolescência apresentam menos conexões entre neurônios em áreas específicas do cérebro que controlam funções como aprendizado e memória (hipocampo), atenção e percepção consciente (precúneo), controle inibitório e tomada de decisões (lobo pré-frontal), hábitos e rotinas (redes subcorticais).

Essas alterações podem explicar as dificuldades de aprendizado e o QI mais baixo dos adultos jovens que fumam desde a adolescência.

3) Porta de entrada

Qualquer droga psicoativa pode moldar o cérebro para respostas exacerbadas a outras drogas. Nesse sentido, o THC não é mais nocivo do que o álcool e a nicotina.

4) Transtornos mentais

O uso regular aumenta o risco de crises de ansiedade, depressão e psicoses, em pessoas com vulnerabilidade genética. Uso frequente, em doses elevadas, durante mais tempo, modificam o curso da esquizofrenia, e reduzem de 2 a 6 anos o tempo para a ocorrência do primeiro surto.

O que os estudos não conseguem estabelecer é a causalidade, isto é, se a maconha provoca esses distúrbios ou se os portadores deles usam a droga para aliviar suas angústias.

5) Performance escolar

Na fase de intoxicação aguda o THC interfere com funções cognitivas críticas, efeito que se mantém por alguns dias. O fato de a ação no sistema nervoso central persistir mesmo depois da eliminação do THC, faz supor que o uso continuado, em doses elevadas, provoque deficiências cognitivas duradouras, que afetam a memória e a atenção, funções essenciais para o aprendizado.

Essas relações, no entanto, são muito mais complexas do que os estudos sugerem. O uso de maconha é mais frequente em situações sociais que interferem diretamente com a escolaridade: pobreza, desemprego, falta de estímulos culturais, insatisfação com a vida e desinteresse pela escola.

6) Acidentes

A exposição ao THC compromete a habilidade de dirigir. Há uma relação direta entre as concentrações de THC na corrente sanguínea e a probabilidade de acidentes no trânsito.

7) Câncer e doenças pulmonares

Embora a relação entre maconha e câncer de pulmão não possa ser afastada, o risco é menor do que aquele associado ao fumo.

Por outro lado, fumar maconha com regularidade, durante anos, provoca inflamação das vias aéreas, aumenta a resistência à passagem do ar pelos brônquios e diminui a elasticidade do tecido pulmonar, alterações associadas ao enfisema pulmonar. Não há demonstração de que o uso ocasional cause esses malefícios.

O uso frequente agride a parede interna das artérias e predispõe ao infarto do miocárdio, derrame cerebral e isquemias transitórias.

Nos Estados Unidos, país em que a maioria desses estudos foram realizados, o conteúdo de THC na maconha apreendida aumentou de 3% nos anos 1980, para 12% em 2012. O aumento da concentração do componente ativo dificulta ainda mais a interpretação dos estudos sobre os efeitos do uso prolongado[...]

Por Dráuseo Varella: Médico cancerologista. Por 20 anos dirigiu o serviço de Imunologia do Hospital do Câncer. Foi um dos pioneiros no tratamento da Aids no Brasil e do trabalho em presídios, ao qual se dedica ainda hoje. É autor do livro 'Estação Carandiru' (Companhia das Letras)[...]

(Folha de São Paulo)

Veja mais: Maconha Pode Ser Considerada Uma Droga Recreativa?, Estudo Alerta: Maconha Poe Alterar o Formato Dos Espermatozóides

quinta-feira, 26 de junho de 2014

LIVROS E FILMES AFETAM A DINÂMICA DO CÉREBRO


Comentários entre colchetes [  ] do Jornalista Michelson Borges.

Segundo os cientistas, a literatura afeta o cérebro dos jovens, mas eles ainda não sabem exatamente como. O que eles sabem é que, definitivamente, a mente dos adolescentes é mais suscetível a influências do que a dos adultos – tanto a partir de outras pessoas e experiências, como a partir de livros, filmes e músicas. Por exemplo, a nova febre entre os adolescentes, a saga Crepúsculo, exibida tanto em forma de livros como filmes, poderia estar afetando o funcionamento dinâmico do cérebro adolescente em formas que os cientistas ainda não entendem. Segundo eles, algumas novas descobertas identificaram manchas no cérebro que respondem à literatura e à arte. Educadores, cientistas e autores estão se reunindo na Inglaterra justamente para discutir de que forma esses livros e filmes estão afetando a mente dos adolescentes.

Ao longo da última década, os pesquisadores descobriram que o cérebro adolescente processa as informações diferentemente do cérebro mais maduro. Ele é mais propenso a responder a situações emocionalmente, e menos propenso a considerar as consequências por antecipação racional. Isso porque na adolescência o córtex pré-frontal, a parte do cérebro responsável pelo raciocínio e avaliação de risco, passa por um surto de crescimento pouco antes da puberdade, seguido por um período de organização e de supressão das vias neurais.

Os pesquisadores também debateram o impacto das obras nos adolescentes, psicologicamente falando. A série Crepúsculo tem como protagonistas o casal Bella e Edward. A história é de uma adolescente que se apaixona por um vampiro “muito mais velho”. Alguns críticos alegam que a passividade de Bella, e a mensagem de abstinência até o casamento, são antifeministas [pelo menos tem isso de bom, a ideia da abstinência - MB].

A argumentação é de que a história propaga valores muito conservadores que de modo algum endossam o pensamento independente, o desenvolvimento pessoal ou a posição da mulher como uma criatura independente.

Os pesquisadores estão interessados em entender o apelo dessas obras obscuras na mente dos jovens, e porque eles são especialmente cativados por histórias com vampiros, zumbis e temas pós-apocalípticos. [E aqui está o problema, não no conservadorismo em si.]

Os críticos também alegam que os autores de livros destinados a adolescentes devem ter uma responsabilidade moral de incluir positividade e esperança em suas obras. Segundo eles, o mundo precisa estar ciente do quanto os jovens são influenciados por aquilo que leem ou assistem, e se eles leem livros onde não há esperança em nada, isso pode ser prejudicial. [E o que este mundo e a literatura secular podem oferecer de esperança? A verdade é que somente os livros que tratam da vida eterna e da Fonte dela é que podem oferecer a verdadeira esperança.]

(Criacionismo via Hperscience)

Veja mais A Bíblia e as Antecipações científicas

CIENTISTAS DESCOBREM OCEANO DENTRO DA TERRA


Pesquisadores descobriram, após décadas de estudos, que um vasto reservatório de água – suficiente para encher os oceanos da Terra três vezes – pode estar escondido quilômetros abaixo da superfície. A novidade, publicada na Science, tem chances de transformar a atual compreensão de como foi formado o planeta. Em março deste ano, cientistas já haviam divulgado evidências desse enorme reservatório. A água estaria “trancada” em um mineral chamado ringwoodite, cerca de 660 quilômetros abaixo da crosta terrestre. Os pesquisadores se basearam no estudo de uma região que se estende no subsolo dos Estados Unidos. O mineral em que está a água costuma agir como uma esponja, em razão de sua estrutura cristalina. Se apenas 1% da rocha for água, já seria o equivalente a quase três vezes a quantidade de água nos oceanos. A pesquisa, informou o Guardian, utilizou dados do USArray, uma rede de sismógrafos americana, que mede as vibrações de terremotos.

Segundo o geofísico responsável pela iniciativa, Steve Jacobsen, da Universidade Northwestern, a descoberta sugere que a água da Terra pode ter vindo de seu interior, impulsionada para a superfície pela atividade geológica – em vez de ter sido trazida por cometas congelados. “Acho que estamos finalmente vendo evidências de um ciclo de água na Terra, o que pode ajudar a explicar a grande quantidade de água em estado líquido na superfície do nosso planeta”, diz Jacobsen.

Em entrevista à New Scientist, o pesquisador afirmou que a água escondida também poderia estar agindo como um amortecedor para os oceanos na superfície. “Se [a água armazenada] não estivesse lá, estaria sobre a superfície da Terra, e o topo das montanhas seriam o único solo para fora.”


(Criacionismo via Galileu)


Nota: Nosso planeta foi apelidado pelos cientistas de "Planeta água"por conter mais água do que terra . De onde será que veio tanta água assim? De acordo com a narrativa bíblica o planeta foi inundado por um dilúvio global que cobriu até o topo das montanhas mais altas, (Gên.7:19).
A água “trancada” em um mineral chamado ringwoodite, cerca de 660 quilômetros abaixo da crosta terrestre seria as "fontes do abismo"? (Gên.7:11). 
O relato de Gênesis afirma que antes da Terra ter sido "moldada" o Espírito de Deus pairava sobre as águas e sobre a face do abismo,(Gen.1:1-2). O livro de Gênesis relata também que Deus fez separação entre as águas fazendo com que se ajuntassem em um só lugar e que aparecesse a porção seca. (Gên.1:6-9). A Ciência descobriu o que já estava transcrito no capítulo 1 do livro de Gênesis. 
Existem pessoas que não acreditam, e eu respeito a opinião de cada um. Mas o relato do capítulo 1 de Gênesis com relação a esta descoberta é muita coincidência você não acha? Pois bem, eu particularmente não acredito em coincidência... #DeusExiste. [WO]

Leia também: Precisão Bíblica surpreende estudantes de física avançada

quarta-feira, 25 de junho de 2014

LEI QUE ASSEGURA O ALUNO A NÃO FAZER PROVAS EM DIAS DE GUARDA RELIGIOSO, ESTÁ PRONTA PARA SER VOTADA



Alunos que observam dias santos, de acordo com suas convicções religiosas, poderão ter assegurado o direito de fazer provas e frenquentar aulas em dias alternativos. É o caso de adventistas ou judeus ortodoxos, que guardam o sábado, abstendo-se de atividades diversas. O Projeto de Lei da Câmara (PLC) 130/2009, pronto para ser votado na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), garante ao aluno regularmente matriculado em instituição de ensino pública ou privada, de qualquer nível, o direito de ausentar-se em data de prova ou de aula marcada para dias que devam ser guardados segundo os preceitos de sua religião.
A instituição deverá, posteriormente, e sem custos ao aluno, oferecer prova ou aula de reposição em data alternativa, no turno de estudo do aluno ou em outro horário agendado com sua autorização; ou trabalho escrito ou outra modalidade de atividade de pesquisa, com tema, objetivo e data de entrega definidos pela escola, sempre observando os parâmetros curriculares e o plano de aula do dia da ausência do aluno. Entretanto, a ausência deve ser pedida e justificada com antecedência. Segundo o relator, senador Paulo Paim (PT-RS), o procedimento evitará abusos.
Paim é favorável ao projeto, mas apresentou substitutivo, sem alterar significativamente o teor, para sanar problemas, como a possível interferência nos sistemas de ensino dos entes federados com a definição de regras e prazos prevista na proposta original. Ele também tornou a alteração vinculada à Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB), algo que o projeto original não fazia.
O substitutivo dá ainda tratamento diferenciado às provas e aulas de reposição, comparativamente aos trabalhos e pesquisas. A realização de provas substitutivas e a presença em aulas de reposição são equiparadas ao cumprimento da obrigação original. Já os trabalhos e pesquisas somente acarretarão o abono de faltas caso as ausências por razão de crença, somadas às demais durante o período letivo, não ultrapassarem 25% do total de horas letivas.
“Com isso, procuramos evitar que o exercício da liberdade religiosa comprometa o direito à educação”, afirmou Paim no texto. O projeto é do deputado Rubens Otoni. Depois de votada na CCJ, receberá decisão terminativa na Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE).


(Agência do Senado)

sábado, 14 de junho de 2014

RODOLFO, EX-VOCALISTA DE RAIMUNDOS DIZ:" Eu não consigo ver Jesus nesse tipo de show gospel"

Rodolfo Abrantes, ex-vocalista da banda Raimundos
A fila já vai grande às 19h50. Algumas centenas de jovens, a maioria aparentando vinte e poucos anos, vão se amontoando em frente aos portões fechados do principal auditório da Universidade Presbiteriana Mackenzie. Eles falam alto. Uns conversam em inglês. “I miss you so much!” Quem tem pulseirinha de acesso restrito não precisa esperar a abertura oficial. Convencemos o atarefado estafe a liberar nossa entrada. No lado de dentro a banda passa o som. Tira grave, sobe agudo, ei, som, ei, som. “Alguém quer alguma coisa?”, grita o técnico de áudio de cima do seu poleiro. “Quero um café!”, brinca Rodolfo Abrantes. Ele está no centro do palco empunhando a guitarra. Ao seu redor, sua banda, cortinas vermelhas, cem lâmpadas em forma de velas e três pessoas orando num canto. “A gente vai fazer uma parte da adoração, é uma parte do culto”, explica Rodolfo. Ele é um missionário, alguém que, segundo as tradições evangélicas, passa a mensagem de Deus. “A carta não é a minha, eu sou o carteiro”, diz. Aos 41 anos, ele recusa o título de artista que carregou até 2001, ano em que deixou os Raimundos. “Eu vim de uma cidade projetada, minha família toda tem médicos, era tudo planejado; e eu não queria aquilo pra mim”, conta. Rebento da segunda geração roqueira do Distrito Federal, o moleque Rodolfo viu na música a chance de sair do plano piloto a ele imposto. Ao lado de Digão, fundou os Raimundos em 1987, e em 1994 rumava ao sucesso com o primeiro álbum.

Em pouco tempo ele deixou de ser fã de rockstars para se tornar um deles. Rodava o Brasil na rotina avião-hotel-palco-hotel-avião. Ao lado de bandas como Planet Hemp e Charlie Brown Jr, os Raimundos tocaram o último acorde do rock brasileiro de grandes proporções. Lotavam casas de show, vendiam quilos de CDs e arrepiavam os ouvidos mais carolas com a mistura de riffs velozes e distorcidos, vocabulário calango e histórias de sexo oral, escatologia, erva e outras peculiaridades.

O sucesso aumentava e Rodolfo ficava cada vez mais junkie. Maconha era mato. “Eu fumava um e já estava pensando no próximo, cheguei a cheirar e tomava ácido pra caramba”, conta. Para ele, o ápice da fama coincidiu com o fundo do poço. “Minha saúde destruída, perdendo peso, cheio de caroço espalhado pelo corpo: eu me sentia morrendo”.

Rodolfo decidiu que daria fim àquilo logo após a gravação do aclamado álbum MTV Ao Vivo, em junho de 2001. Ele se convertera no começo daquele ano, motivado, num primeiro momento, por Alexandra (então namorada e atual esposa). “Nosso relacionamento estava indo por água abaixo.” A convite dela, evangelistas da periferia de São Paulo foram à sua casa. Anos depois de entrar num puteiro em João Pessoa, o músico encontrava seu Deus.

Rodolfo conta sua história e sua crença com precisão litúrgica. Embora sempre leia a Bíblia, não menciona passagens com proselitismo pastoreiro. Fala de forma complacente. Sua prosódia em nada lembra os pregadores ufanistas, mas tampouco resgata a língua frenética de músicas como “Nêga Jurema”, em que cuspia duzentas e três palavras em apenas dois minutos.

“Eu tenho 100% de arrependimento”, diz ele sobre suas letras na época dos Raimundos. As dezenas de composições feitas durante esse tempo garantem parte de seu orçamento por meio dos direitos autorais, mas ele não toca mais nenhuma dessas músicas. Atualmente, a maior parte das suas contas é paga pelos seus álbuns de cunho evangélico, assinados com a sigla RABT, e pelas apresentações que faz pelo país. Nesse caso, o pagamento vem como oferta – uma das formas de remuneração instituídas na Bíblia, segundo ele. “Eu saio da minha casa e posso não receber nada”, afirma.

Assim como não enxerga verdade em alguns pastores – “tem pilantra se passando por pastor” –, Rodolfo também não acredita no endinheirado mercado gospel. “Eu não consigo ver Jesus nesse tipo de show porque o povo está aplaudindo o cara que está tocando, e a adoração não serve pra ninguém me aplaudir”, diz ele em meio ao barulho que antecede o culto.

Rodolfo mora em Balneário Camboriú e, quando dá tempo, surfa na praia logo em frente a sua casa. Cair na água é um dos poucos hábitos que mantem desde a adolescência. Mas sua prioridade é sua missão terrena. Ele não acha que corre o risco de ter uma overdose. Afinal, Deus é veneno? “Não, porque ele não é desse mundo.”

(Criacionismo via PavaBlog)

terça-feira, 10 de junho de 2014

FILME MALÉVOLA E SUAS INSINUAÇÕES BÍBLICAS E IMAGENS SATÂNICAS


O filme “Malévola”, que narra o conto da Bela Adormecida a partir da perspectiva da vilã, vem sendo criticado por lideranças cristãs, que aconselham pais cristãos a não permitirem que seus filhos o assistam.

O longa-metragem produzido pela Disney e estrelado por Angelina Jolie estreou nos cinemas brasileiros no dia 29 de maio, com classificação indicativa para crianças a partir de 10 anos. Nos Estados Unidos, o filme recebeu classificação Parental Guidance (PG), que significa que os pais devem supervisionar os filhos durante a exibição.

As críticas à classificação do filme no Brasil acontecem porque as autoridades têm tratado temas como bruxaria na mesma categoria de fantasia, o que reduz a faixa-etária.

Sob a perspectiva religiosa, o colunista do WND, Drew Zahn publicou um artigo afirmando que não é aconselhável assistir ao filme, e que o título em inglês, “Maleficent”, significa “fazer o mal, causar dano”.

Zahn diz que no filme, a “bruxa” é retratada como alguém que, “na verdade começou como uma linda menina, o maior e mais belo dos seres celestiais, até que o rei mal nesta história tirou suas asas e lançou-a para a terra”.

A partir desse ponto, “consumida pelo desejo de vingança, ela se torna uma rainha pagã sobre o mundo sobrenatural, auxiliada por seus criados, incluindo ‘Balthazar’ (o último rei da Babilônia, de acordo com o livro de Daniel na Bíblia) e ‘Diablo’, e torna seu objetivo de vida vingar-se do rei amaldiçoando e destruindo seu filho”.

“Talvez esta seja apenas uma releitura criativa do conto de fadas que por coincidência usa termos bíblicos e imagens satânicas para fazer Malévola parecer má. Talvez eu devesse dizer que Angelina Jolie é magnífica atuando como Malévola no filme da Disney, que é levemente divertido e com grandes efeitos especiais, mas com um elenco de apoio que não conseguiu igualar o desempenho de Jolie e assim arrastou a coisa toda à mediocridade. Mas os que estão familiarizados com os livros de Daniel, Apocalipse e algumas das outras passagens-chave das Escrituras pode se perguntar, como eu faço, por quê o filme se assemelha tão de perto à história de satanás (o filho da manhã, o mais belo dos anjos, despojado da glória, lançado à terra, escondido nas sombras, procurando vingar-se do Pai, destruindo seus filhos), a profecia bíblica (a rainha da Babilônia, montada em um dragão) e as mentiras do próprio diabo (‘o Pai não te ama, mas siga-me, e eu vou fazer você gostar de um deus’). Se os cineastas na Disney sabiam o que significava todos esses paralelos, ‘Malévola’ é nada menos do que uma fedorenta propaganda do fogo do inferno”, comentou o colunista.

Veja mais: Disney e seus desenhos subliminares e pornográficos, Palavra "DEUS" é proibida nos filmes da Disney...


(Gospel Mais via Mega Fone)

sábado, 7 de junho de 2014

VATICANO DEFENDE A TEORIA DA EVOLUÇÃO


O Vaticano admitiu que a teoria da evolução de Charles Darwin não deveria ser rejeitada e declarou que ela é compatível com a visão cristã da Criação. O arcebispo Gianfranco Ravasi, chefe do Pontifício Conselho para Cultura, disse que, ao passo que a Igreja foi hostil à teoria no passado, a ideia da evolução pode ser traçada até Santo Agostinho e São Tomás de Aquino. O Padre Giuseppe Tanzella-Nitti, professor de teologia na Universidade Pontifícia Santa Croce em Roma, adicionou que o teólogo do quarto século Santo Agostinho “nunca ouviu o termo evolução, mas sabia que peixe grande come peixe pequeno”, e formas de vida foram transformadas “vagarosamente ao longo do tempo”. Aquino fez observações similares na Idade Média.

Na iminência de uma conferência patrocinada pelo papa no próximo mês, que marca o 150º aniversário de A Origem das Espécies de Darwin, o Vaticano também está lidando com a ideia do Design Inteligente, que argumenta que “um poder superior” deve ser responsável pelas complexidades da vida.

A conferência na Pontifícia Universidade Gregoriana irá discutir o Design Inteligente em certa medida, mas apenas como um “fenômeno cultural” em lugar de um assunto teológico ou científico.

O Monsenhor Ravasi disse que a teoria de Darwin nunca foi formalmente condenada pela Igreja Católica Romana, apontando para comentários de mais de 50 anos, quando o Papa Pio XII descreveu a Evolução como uma abordagem científica válida para o desenvolvimento dos [seres] humanos.
...

Nota de Michelson Borges - Jornalista, escritor e Mestre em Teologia:
"É um contrassenso uma igreja cristã rejeitar a teoria do design inteligente e abraçar a teoria da evolução de Darwin, como se a primeira não fosse científica – embora se proponha a identificar evidências de projeto inteligente na natureza – e a segunda fosse – embora tenha como base filosófica o naturalismo ateu. É lógico que podemos aceitar, como Agostinho, “que peixe grande come peixe pequeno” e que “formas de vida foram transformadas ‘vagarosamente ao longo do tempo’”, afinal, seleção natural, adaptações e “microevolução” são aspectos científicos do evolucionismo com os quais concordam os teóricos do design inteligente e os criacionistas. Mas o que não podemos é aceitar o “pacote” todo do evolucionismo, como a macroevolução e a origem abiótica da vida. O Vaticano apenas aceita isso porque renegou há muito tempo a literalidade dos primeiros capítulos do livro do Gênesis e porque há muitos séculos passou a proclamar a santidade do domingo em oposição ao sábado, o verdadeiro dia bíblico de repouso e memorial da criação (Êxodo 20:8-11)."

(Criacionismo)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...