Palavra do dia

"Eis que DEUS é meu ajudador, o SENHOR é quem me sustenta a vida." (SALMO 54:4)


terça-feira, 27 de outubro de 2015

BACON, SALSICHA, PRESUNTO E CARNES PROCESSADAS CAUSAM CÂNCER APONTA O.M.S

Depois de vários estudos, a agência tomou a decisão de assim classificar as carnes processadas. O anúncio não foi recebido com bons olhos pela indústria frigorífica

Carne processada é qualquer carne que passou por salga, fermentação, defumação, adição de conservantes ou qualquer outro processo realizado para melhorar o gosto do produto ou extender sua validade.

A decisão da Organização Mundial de Saúde (OMS) de colocar esses alimentos na lista de carcinogênicos foi baseada nos estudos de 22 cientistas internacionais, que revisaram décadas de pesquisa que relacionam o consumo de carnes processadas ao câncer. A carne processada ficou no grupo 1, em que está também o cigarro, e a carne vermelha no 2A, grupo dos agentes que provavelmente causam câncer em humanos.

Os dados citados pela OMS são alarmantes: cada porção extra de 500 gramas de carne processada que uma pessoa ingere por dia aumenta o risco de câncer de mama em 18%, por exemplo. Eles também sugerem que 34 mil mortes causadas por câncer anualmente no mundo todo estão relacionadas com carne processada.

Kurt Straif, que produziu o relatório, disse que "Em vista da grande quantidade de pessoas que consomem carne processada, o impacto global da incidência de câncer é uma questão de saúde pública".

A decisão gera controvérsias, e o Instituto Norte-Americanos de Carnes já disse em entrevista à CNN que o que a OMS fez foi "dramático e alarmista" e que "desafia o senso comum e numerosos estudos que não mostram nenhuma relação entre carne e câncer".

Vegetarianos são mais inteligentes e vivem mais e melhor. Por outro lado, pode ser que a carne não faça tão mal quanto imaginado. Por anos e anos, pesquisas apontavam direções cada vez mais confusas para o destino da carne. Parecia que a comunidade científica nunca chegaria a um consenso. Talvez a OMS tenha dado o primeiro passo para encerrar o assunto.

(Superinteresante)




LEIA TAMBÉM: Comer muita carne faz tão mal quanto o cigarro , Benefícios de uma dieta vegetariana 


terça-feira, 13 de outubro de 2015

PERCA PESO E MELHORE SUA SAÚDE USANDO LIMÃO E BICARBONATO DE SÓDIO

O processo de perder peso sempre inclui um sacrifício extra, além de uma dieta rigorosa.

Por isso, vamos apresentar uma receita que vai ajudar a perder peso com muito mais facilidade.

Ela é uma fórmula superalcalina composta de dois ingredientes: limão e bicarbonato de sódio.

O segredo é consumi-la diariamente, pois além de ajudar a eliminar a gordura, esta combinação também oferece outros benefícios. (confira aqui as mil e uma utilidades)

A mistura de limão e bicarbonato de sódio é causa de muitas polêmica na internet.

Chegamos a ler que é uma fraude.

Mas os detratores não baseiam seus argumentos no uso.

Nós usamos a mistura já faz muitos anos e podemos afirmar que ela é um grande alcalinizante, com muitas propriedades para a sua saúde.

O limão e o bicarbonato combinam muito bem e se potencializam entre si, proporcionando grandes benefícios para o organismo.

Você só deve ler mais sobre a mistura antes de começar a consumi-la da forma certa.

O limão é um extraordinário alimento que, além de alcalinizar o sangue, fortale a imunidade e estimula o metabolismo.

O bicarbonato é um composto sólido cristalino solúvel na água e como um bom neutralizador, impede a ação dos ácidos dos alimentos que engordam, graças à sua função alcalina.

E a especialidade do bicarbonato é combater a acidez de alimentos industrializados e refinados.

O melhor de tudo é que estamos falando de  ingredientes superfáceis de encontrar, possivelmente todo mundo tem casa.

Quando o assunto é perder peso, limão e bicarbonato de sódio estão na linha da frente.

E usá-los juntos potencializa o poder dos dois.

Isso não é maravilhoso?

Então aprenda a fazer uma bebida especial com limão e bicarbonato de sódio e emagreça mais rápido.

INGREDIENTES

- 3 limões

- 1 litro de água

- 1 colher (chá) de bicarbonato de sódio (use o vendido em farmácias, que é mais puro)

MODO DE PREPARO

Faça um suco com os três limões e o despeje na água.

Em seguida, adicione o bicarbonato de sódio e misture bem.

Beba ao longo do dia, mas o primeiro copo deve ser consumido ainda em jejum, assim que você acordar.

Inicialmente, beba em copinhos e vá observando como seu corpo reage.

Guarde a bebida na geladeira.

Dentro de cinco dias, você já verá o resultado na balança.

Se você tiver algum sintoma desagradável, interrompa o consumo da bebida.

É que algumas pessoas são sensíveis ao bicarbonato.

Mas isso é bem raro de acontecer.

O mais comum é desfrutarmos dos grandes benefícios do bicarbonato, como:

• Prevenir pedras nos rins

• Reduzir a acidez do estômago

• Regular os níveis de ácido úrico

• Combater infecções

• Tratar indigestão

• Tratar problemas bucais

• Combater infecções do trato urinário

Importante: esta bebida não deve ser consumida por pessoas hipertensas, pessoas com problemas renais, que tenham sofrido hemorragias ou outros problemas similares no aparelho digestivo, e da mesma forma não é recomendada para as mulheres grávidas.

Consulte seu médico antes de consumir esta bebida de bicarbonato e suco de limão, especialmente se você estiver tomando outros medicamentos.

(Cuara Pela Natureza)

CIENTISTAS DESCOBREM PORQUE COMER CARNE VERMELHA CAUSA CÂNCER

Você provavelmente já ouviu falar que comer carne vermelha pode causar câncer.

A história parece ser verdadeira e o motivo finalmente foi descoberto.

De acordo com um estudo da Universidade da Califórnia, comer carne vermelha realmente aumenta o risco do surgimento de um câncer.

E o motivo é um tipo de açúcar.

Como assim?
Sente e leia com atenção, pois esta informação é importante.

Quando se trata de comer carne vermelha, os seres humanos são aqueles que têm maiores riscos de câncer em comparação a outros animais carnívoros.

Há um açúcar com o nome Neu5Gc que é encontrado na maior parte dos carnívoros, mas não em seres humanos.

Este açúcar desencadeia uma resposta imunitária que provoca a inflamação.

Ele pode ser encontrado em carnes vermelhas (carne de porco e de outros animais), leite de vaca e em certos queijos.

Este estudo foi realizado em ratos e todas as evidências ligando o Neu5Gc ao câncer era circunstancial ou indiretamente prevista a partir de montagens experimentais.

Os cientistas afirmaram que era a primeira vez que se imitava a situação exata em seres humanos através da ingestão de Neu5Gc não humano e induzindo anticorpos anti-Neu5Gc.

Houve um aumento espontâneo de casos de câncer nos ratinhos.

Os corpos humanos são incapazes de produzir Neu5Gc naturalmente.

Assim, quando esse açúcar absorvido em nossos tecidos, ele é visto como um invasor estranho, que conduz à ativação do sistema imunitário e, posteriormente, resultará em inflamação.

Se o contato do nosso sistema imunológico com esse açúcar for muito intenso e frequente, a situação piora, pois levará à inflamação crônica.

E o câncer, segundo esses cientistas, pode surgir como o resultado desta inflamação crônica.

Isso significa que as pessoas que consome carne vermelha regularmente vai sofrer com certeza uma reação mais forte do que aqueles que ingerem carne vermelha apenas ocasionalmente. Ou seja,
 reduzir o consumo de carne vermelha, reduz também a chance de doenças como o câncer.

Conclusão: devemos diminuir ou mesmo evitar o consumo de carne vermelha para impedir uma inflamação que pode resultar em câncer.

E o motivo é simples, segundo os pesquisadores: os seres humanos não são rigorosamente carnívoros, e a prova disso é que são incapazes de produzir o açúcar Neu5Gc, que é encontrado naturalmente nos animais que realmente são carnívoros.

(Cura Pela Natureza)


Veja também :
SEIS ESTUDOS QUE COMPROVAM QUE VEGETARIANOS VIVEM MAIS


sexta-feira, 9 de outubro de 2015

SELO DA ÉPOCA DO REI DAVI É ENCONTRADO

Um garoto de apenas dez anos encontrou um objeto que pode ser uma das descobertas arqueológicas mais importantes do ano em Jerusalém. Trata-se de um selo que data da época do Templo de Salomão. Provavelmente, o artefato de 3 mil anos de idade tenha pertencido a uma personalidade importante, sendo usado para assinar documentos e cartas.

De acordo com o Dr. Gabriel Barkay, um dos responsáveis pelas escavações que vem sendo realizadas no local da descoberta, vários sinetes parecidos já foram encontrados em Israel. Contudo, este é o primeiro descoberto em Jerusalém. Todos esses sinetes datam dos séculos 11 e 10 a.C., da época dos jebuseus e da conquista da cidade pelo rei Davi. Nessa mesma época ocorreu a construção do Templo, sob o reinado do seu filho, Salomão.

O objeto foi descoberto em um aterro perto da Cidade Velha de Jerusalém. No fim da década de 1990, o local recebeu mais de 400 caminhões de terra retirados do Monte do Templo. Na época, a Waqf, autoridade jordaniana que controla a chamada Esplanada das Mesquitas, autorizou uma escavação para uma entrada subterrânea para o local que é considerado sagrado pelos muçulmanos.

Em 2004, a Universidade Bar-llan criou, com o apoio financeiro da Fundação Cidade de Davi, o programa Sifting Project (Projeto Peneira) com o objetivo de realizar escavações arqueológicas no local. O projeto permite que voluntários também participem da escavação, o que explica o fato de um turista ter encontrado o selo raro.

Segundo Zachi Dvira, idealizador da iniciativa, mais de 170 mil pessoas já participaram das escavações. De acordo com ele, cerca de 50 por cento da terra retirada do Monte do Templo já foi analisada, resultando em centenas de cacos de cerâmica do século 10 a.C. e uma ponta de flecha de bronze, do mesmo período.

Palco de constantes disputas entre judeus e árabes, o Monte do Templo, área sob domínio do governo da Jordânia, ainda é um sítio arqueológico pouco explorado, conforme lembra o Dr. Gabriel Barkay. “O Monte do Templo é o mais delicado e mais importante sítio arqueológico no país e jamais foi escavado por causa da política. É uma incógnita, um pedaço de terra desconhecida”, conclui.

quinta-feira, 1 de outubro de 2015

6 ESTUDOS QUE COMPROVAM QUE VEGETARIANOS VIVEM MAIS

Amantes de carne, aqui o respaldo é científico.


Pesquisadores japoneses analisaram quase 40 estudos sobre a relação entre dieta vegetariana e saúde. E encontraram sete fatos que comprovam por que vegetarianos vivem mais. Confira a lista abaixo.

PRESSÃO MAIS BAIXA
Um dos estudos analisados garante que, em média, vegetarianos têm pressão arterial mais baixa do que os carnívoros. Mais do que isso: cortar o consumo de carne pode ser uma medida certeira para pessoas que sofrem de pressão alta.

MENOR RISCO DE MORTE PRECOCE
Uma pesquisa com 70 mil pessoas descobriu que os vegetarianos correm até 12% menos riscos de morrer precocemente. Isso porque a dieta sem carne tem menos colesterol e gorduras saturadas do que as outras, o que reduz as chances de encarar alguma doença crônica, como diabetes.

MELHORA O BOM HUMOR
Cientistas separaram voluntários em três grupos e pediram a eles para mudar os hábitos alimentares por duas semanas. Um grupo poderia comer qualquer tipo de carne, outros teriam de adotar uma dieta vegetariana, e o terceiro grupo poderia comer apenas peixe (nada de frango ou carne de outros bichos). Ao fim do período, os pesquisadores avaliaram o humor dos participantes. E os vegetarianos andavam bem mais humorados do que os outros.

MENOR RISCO DE DOENÇAS CARDÍACAS
Mais uma vez, a dieta mais leve deixou os vegetarianos em vantagem: um estudo com 44 mil pessoas descobriu que essas pessoas correm um risco 32% menor de desenvolverem doenças isquêmicas do coração.

MENOR RISCO DE CÂNCER
Pesquisadores americanos analisaram a relação entre dietas vegetarianas e incidência de diversos tipos de câncer. Deixar de comer carne parece ter benefícios que protegem o organismo contra a aparição de tumores. E os veganos levam a melhor: foi o grupo com menor risco de desenvolver câncer, principalmente os mais comuns, como o de mama.

MAIS MAGROS
Carnes vermelhas costumam ser bem calóricos. É por isso que vegetarianos têm índice de massa corporal mais baixo – e níveis de colesterol menores.

(Revista Super Interessante)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...